Em reunião, Frente dos Servidores do RS prepara continuidade da luta contra a reforma administrativa


12.Fevereiro.2021 - 18h29min

A Frente dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul, da qual o Sintrajufe/RS faz parte, realizou reunião por videoconferência na tarde desta sexta-feira, 12. Com a participação de mais de vinte entidades, a reunião teve como objetivo preparar a continuidade da luta contra a reforma administrativa.  Representaram o Sintrajufe/RS na reunião a diretora Arlene Barcellos e os diretores Marcelo Carlini e Zé Oliveira.

Na luta contra a reforma administrativa, os participantes deliberaram por fortalecer o bloco da Frente em atividades de rua que tratem de pautas como a vacina gratuita e pelo SUS para toda a população, pelo auxílio emergencial e pelo fim do governo Bolsonaro.  A próxima carreata será 21 de fevereiro, domingo, com uma plenária preparatória no dia 18 desde mês. No mesmo sentido, foi definido que, a partir de março, com todos os cuidados sanitários, serão realizadas ações de pressão sobre os parlamentares, com atividades e mobilizações presenciais.

Na reunião, também foram definidas ações de comunicação em torno dessas pautas, incluindo destacar os prejuízos causados a ativos e aposentados pela PEC 32/2020. A partir da próxima semana, também passará a ser construída a segunda fase da campanha da Frente contra a reforma administrativa.

Sistema híbrido de votação na Câmara preocupa

Em relação à luta contra a reforma administrativa, os e as participantes do encontro demonstraram preocupação com a aprovação, nessa quinta-feira, na Câmara dos Deputados, do projeto que institui sistema híbrido de votações para permitir a volta do trabalho nas comissões com a participação presencial e remota de deputados. Pela resolução, a presença dos parlamentares nas comissões poderá se dar presencialmente ou virtualmente, para aqueles que integram o grupo de risco da Covid-19. Além disso, ficou estabelecido que ato da Mesa Diretora estipulará o número máximo de deputados que poderão reunir-se presencialmente por plenário e as sessões e reuniões realizadas por meio desse sistema deverão ser convocadas com antecedência mínima de 24 horas, salvo se realizadas em sequência. Ficou definido que as audiências públicas e demais eventos programados pelos órgãos da Casa deverão ocorrer unicamente de forma virtual. Nas Comissões, o acesso será restrito. No entendimento da Frente, a mudança poderá acelerar a tramitação da reforma administrativa e, ao mesmo tempo, dificultar a articulação das entidades contrárias ao projeto junto aos parlamentares e nas sessões das comissões e do plenário.

Participaram da reunião de Frente dos Servidores Públicos do RS, além do Sintrajufe/RS, as seguintes entidades: Sindjus/RS, Simpe/RS, Assibge, Asserlegis, Ceape, Sindispge, Sintergs, Sindiserf, Semapi, Sinasefe, ASPGE/RS, Cpers, Sindiserv, Sindiserf/RS, Afocefe, Sinapers, Abojeris, Sindpers, Sindsepe/RS, Sindicaixa, Senergisul, Simpa, CGTB e  CUT/RS.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.