Em reunião com colegas da Justiça Militar, Sintrajufe/RS reafirma defesa da manutenção do trabalho remoto


02.Julho.2020 - 16h47min

Nessa quarta-feira, 1º, o Sintrajufe/RS fez reunião online com colegas das três auditorias da Justiça Militar no estado, das cidades de Bagé, Santa Maria e Porto Alegre. O encontro fez parte da rodada de reuniões que estão sendo promovidas pelo sindicato com colegas de diversos locais de trabalho e segmentos do Judiciário Federal e do Ministério Público da União, para tratar de questões de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus.

Até o momento, foram realizadas reuniões com colegas da Justiça Federal de Santa Maria e Passo Fundo, da Central de Atendimento ao Eleitor e cartórios da Justiça Eleitoral de todo o estado e da Justiça do Trabalho de Passo Fundo e Marau. Além disso, também houve reuniões com secretárias e secretários de audiência da Justiça do Trabalho e oficiais e oficialas de justiça.

A direção do Sintrajufe/RS deu início à reunião fazendo um relato sobre as ações realizada até o momento, como envio de ofícios e reuniões com os órgãos. Desde o início da pandemia, foi ressaltado, o sindicato defende a suspensão das atividades presenciais, com implementação do trabalho remoto, para garantir a saúde não só de servidores e servidoras, mas de seus familiares. Além disso, que qualquer trabalho presencial essencial seja feito apenas com garantia de fornecimento de equipamento de proteção individual (EPI) fornecido pelo órgão.

Nas auditorias de Porto Alegre e Santa Maria, foi adotado trabalho remoto, como no restante do Judiciário Federal. O mesmo não ocorreu, no entanto, em Bagé. A direção ressaltou que, tão logo foi informado sobre a exigência da presença de colegas na Auditoria de Bagé, em regime de revezamento, o sindicato publicizou a situação e encaminhou pedido de providências para o Superior Tribunal Militar.

Também foram passadas informações sobre o pagamento de GAE e VPNI/quintos de oficiais de justiça.

Mudanças no trabalho

As servidoras e os servidores afirmaram que a situação, de forma geral, está tranquila, com o trabalho remoto e todos os cuidados quando, eventualmente, vão à auditoria. Foi informado que, em Santa Maria, já estão encomendados materiais de proteção, como máscaras, termômetros e álcool gel.

Colegas oficial e oficiala de justiça falaram que sua função já tinha sofrido mudanças, inclusive com a possibilidade de intimação por WhatsApp. Portanto, já havia, antes mesmo da pandemia, um forte uso de tecnologia.

A direção do Sintrajufe/RS afirmou que a categoria tem instrumental tecnológico que lhe permite cumprir as tarefas essenciais com o trabalho remoto, reduzindo a circulação de pessoas e garantindo a saúde da sociedade como um todo.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.