Em vez de enfrentar a desigualdade social, governo joga com ela ao chamar servidores de "turma da geladeira cheia"


11.Maio.2020 - 17h48min

Ao defender o congelamento de salários de servidoras e servidores, o ministro da Economia, Paulo Guedes, chamou o funcionalismo de "turma da geladeira cheia”. Dessa forma, buscou jogar os milhões de desempregados e desassistidos contra o serviço público.

É disso que trata o editorial da edição 415 do T-Liga. O texto factoides criados pelo governo Bolsonaro, que, em vez de priorizar ações concretas para enfrentar a crise que o país atravessa por conta do novo coronavírus, joga com a fome e a morte para seguir rumo ao caos.

Confira essa e outras notícias no boletim, que, devido à pandemia, foi publicado apenas em versão digital.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.