Sintrajufe/RS participa de manifestação contra o desmonte do Banrisul


20.Fevereiro.2020 - 12h10min

Nessa quarta-feira, 19, o Sintrajufe/RS participou de uma manifestação em defesa do Banrisul. O ato aconteceu às 10h, em frente ao prédio da agência central do banco, na Praça da Alfândega, Centro de Porto Alegre. A mobilização foi convocada pelo SindBancários e contou com o apoio de diversas entidades, representantes de sindicatos e parlamentares. Os ataques que as estatais vêm sofrendo tanto do governo federal quanto do governo estadual foram repudiados durante o ato.

O governo de Eduardo Leite (PSDB) anunciou o fechamento de nove agências do Banrisul, uma em Caxias do Sul e oito em Porto Alegre. Essa medida irá prejudicar a população gaúcha e afetar a situação dos funcionários do banco. A extinção de agências é mais uma medida que demonstra o real objetivo do desmonte das estatais: a privatização dos serviços prestados à sociedade. O Banrisul é um dos maiores ativos do Estado e possui um papel importante na região, sendo o único banco a funcionar em 100 municípios do interior. Por esse motivo, uma das propostas legislativas repudiadas foi a PEC 280/2019, dispositivo que facilita a venda do Banrisul ao retirar a exigência de um plebiscito para tratar do tema, como ordena a Constituição Estadual.

 

 

O diretor do Sintrajufe/RS Zé Oliveira esteve presente no ato e destacou a necessária solidariedade dos servidores e servidoras do Judiciário Federal e do MPU para com os trabalhadores e trabalhadoras do Banrisul. Zé defendeu que “os ataques ao Banrisul, os ataques aos servidores públicos no âmbito estadual e federal, aparentam afetar apenas aos servidores, aos bancários. O que de fato está acontecendo é um amplo ataque aos direitos de toda sociedade, principalmente dos mais necessitados, que procuram e precisam acessar os serviços públicos”.

No dia 18 de março, todos e todas às ruas!

O Sintrajufe/RS se mantém comprometido em impedir o desmonte das estatais e acabar com os ataques ao serviço público. Zé também destacou a necessidade de combater a PEC 186/2019, que permitirá uma redução de até 25% na jornada e salários dos servidores e servidoras e afeta todo o serviço público do país, e convocou os colegas e as colegas para participar da mobilização do dia 18 de março, quando a categoria irá realizar uma paralisação nacional em defesa do serviço público.

A mobilização do dia 18 de março cresce cada vez mais em todas as regiões do país. Os servidores e as servidoras estarão nas ruas, em diálogo com a população, para barrar o desmonte do Estado brasileiro promovido pela política econômica de Jair Bolsonaro (sem partido) e Paulo Guedes.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.