Sintrajufe/RS participa de ato em defesa da Previdência e do serviço público e convoca para a greve do dia 18 de março


14.Fevereiro.2020 - 15h42min

Fotos: Natascha Castro

O Sintrajufe/RS e os trabalhadores e as trabalhadoras do Judiciário Federal e do Ministério Público da União do RS estiveram mais uma vez nas ruas mobilizados contra os ataques do governo federal e estadual aos servidores públicos. O ato em defesa do INSS e da aposentadoria teve início às 7h, em frente ao prédio do Instituto, em Porto Alegre, com grande participação de companheiros e companheiras de diversos sindicatos e organizações.

O diretor do Sintrajufe/RS, Zé Oliveira, representou o sindicato nas falas e destacou a importância de criar um amplo debate com a população sobre o real significado dos ataques direcionados aos servidores públicos do país. Zé afirmou que “o governo não tem coragem de assumir que não quer apenas atacar o servidor público, mas acabar com o direito de toda a população ao serviço público. Acabar com o acesso ao posto de saúde, à escola pública, ao Judiciário. Precisamos fazer esse debate com a população, não é apenas sobre a defesa do servidor público, mas sobre a defesa do direito da população do Brasil, do Rio Grande do Sul, de Porto Alegre, de acesso ao serviço público”.

A mobilização também representou um importante passo para a construção do 18 de março, dia de mobilização em todo o país em defesa dos serviços públicos e contra as privatizações que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) tem colocado em marcha. Os colegas e as colegas do Judiciário Federal e do Ministério Público da União no Rio Grande do Sul aprovaram, por unanimidade, a adesão à greve nacional do 18M e estão construindo o ato com o Sintrajufe/RS.

Nas diversas falas realizadas ao longo da mobilização desta manhã, além da defesa da Previdência, e da denúncia do caos provocado pelo governo no INSS, esteve presente também a preocupação com a unidade dos trabalhadores e das trabalhadoras para barrar os retrocessos do governo Bolsonaro. A greve dos petroleiros, que se mantém há duas semanas e já é considerada a maior paralisação da categoria desde a grande greve de 1995 (que durou 32 dias), também foi aplaudida pelos colegas e as colegas presentes.

Além do Sintrajufe/RS e das centrais sindicais, estiveram presentes representações de diversos sindicatos, entidades e movimentos, como o Sindisprev, a CUT, a CTB, a Intersindical, o Sinpro, o Sindipetrosul, o Sindicaixa, o Sindicato do SERPRO, o Sindiserv, a Acergs, o Sindiágua, a Fecosul, o SindBancários, o Sindicato dos Metalúrgicos e dos Aeroviários. O ato contou também com a presença da vereadora Karen Santos (PSOL) e do deputado Henrique Fontana (PT).

 

 

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.