Na entrega dos presentes do Natal Solidário do Sintrajufe/RS, crianças e famílias se emocionam com solidariedade da categoria


17.Dezembro.2019 - 17h34min

O Sintrajufe/RS realizou na última semana a entrega dos presentes do Natal Solidário. Mais de 400 crianças foram beneficiadas pela ação, que contou com a doação de presentes pelos trabalhadores e trabalhadoras do Judiciário Federal e do Ministério Público da União no Rio Grande do Sul.

As doações foram feitas a partir das cartinhas escritas pelas crianças e pelos familiares e selecionadas pela categoria. A campanha envolveu os quilombos dos Machado, dos Flores e dos Lemos e as ocupações Lanceiros Negros e Mulheres Mirabal (casa abrigo para mulheres e crianças vítimas de violência doméstica).

Veja AQUI o álbum completo de fotos das entregas (no caso da entrega feita em conjunto para os integrantes das ocupações Lanceiros Negros e Mulheres Mirabal, as fotos não serão divulgadas para preservação da identidade de algumas pessoas em situação de risco).

Campanha foi um sucesso e envolveu intenso trabalho do sindicato

A diretora do Sintrajufe/RS Ana Naiara Malavolta comemora o sucesso da ação: "a campanha foi excelente! Tivemos um trabalho extra, em função de aceitarmos bicicletas e patinetes usados para poder atender ao número grande de pedidos destes itens. Foram entregues mais de 50 bicicletas. Algumas delas foram reformadas, pintadas e tiveram peças que estavam estragadas substituídas antes da entrega para o Sintrajufe, mas outras não chegaram exatamente em condições, sobretudo pensando na expectativa das crianças". Naiara destaca o trabalho feito na preparação para a entrega dos presentes: "os funcionários do sindicato, em especial o Alisson e Artur, lavaram, lubrificaram e substituíram várias peças, além de encherem pneus. O colega Rodrigo Santos, do Recurso de Revista do TRT4, também ajudou muito, substituindo peças, fazendo ajustes e regulagens de freios. Até pinturas eles realizaram! Sem contar os diversos Papais Noéis que tivemos para entregar todos os presentes. Infelizmente, o tempo entre a entrega dos brinquedos no sindicato e a entrega definitiva para as crianças era pequeno e não pudemos fazer tudo que desejávamos. No ano que vem, possivelmente vamos antecipar o recolhimento de bikes que necessitarem de conserto, incentivando a divisão em dois apadrinhamentos: um que doa a bicicleta usada e outro que garante o custo de uma reparação total. As crianças, afinal, merecem!".

O colega Rodrigo Santos, do TRT, citado por Naiara, fala da importância do Natal Solidário do Sintrajufe/RS: "O projeto é muito sensível por movimentar os colegas do Judiciário e MPU a proporcionar momentos de alegria a muitas crianças e jovens. Gostemos ou não, as festas de final de ano despertam o desejo pelos presentes e, dentre os pedidos, as bicicletas são um dos desejos mais frequentes. Nesse ano tive o privilégio de contribuir no ajuste de algumas das 'bici' que foram entregues e é muito bom imaginar a felicidade das pessoas ao dar suas pedaladas nelas".

Funcionário do sindicato, Alisson Batista conta que foi "muito comovente ver a alegria das crianças e das famílias, a surpresa das crianças quando viam que estavam ganhando os presentes com que sonhavam. Muitas crianças são pobres, mas tiveram um Natal mais feliz, com presentes super bons", conta. Marilise Silva, também funcionária do Sintrajufe/RS e que também participou do trabalho em torno do Natal Solidário, concorda: "É muito gratificante ver a alegria das crianças por receber um presente que muitas vezes é o sonho delas sendo realizado. E ver como as famílias ficam agradecidas por verem as crianças felizes. A vida de muitas delas é muito precária, as famílias buscam atender as necessidades básicas, coisas mínimas, e não conseguem atender esses desejos das crianças, comprar um brinquedo, por exemplo". A funcionária do Sintrajufe/RS Fabrine Paolin, que também trabalhou na campanha, comenta que "existe todo um trabalho prévio até chegarem as cartinhas aos servidores. É um trabalho conjunto de lideranças das comunidades, depois todo um trabalho interno de organização, a entrega das cartinhas... um trabalho minucioso, mas completamente recompensador pelo resultado a que a gente chega. Tanto os pais quanto as crianças ficam na expectativa e poder ver a alegria deles não tem preço. É um grande envolvimento de diversos funcionários e que inclui um envolvimento afetivo, que vai além da mera obrigação funcional".

Comunidades comemoram

Geneci Flores, do Quilombo dos Flores, que recebeu doações da campanha pela primeira vez, conta que não conhecia o Sintrajufe/RS e que, ao ficar sabendo do Natal Solidário em conversas com integrantes de outros quilombos, procurou a entidade para também participar. Ela reforça a importância da ação: "Há pais que não têm condições de dar um tênis, uma roupa. Isso é uma nova porta que se abriu para o quilombo. Tem que ver a alegria não só das crianças, mas das mães, das tias, das avós... Foi muito gratificante entrar nessa campanha, que bom que ela existe. Espero seguir nessa parceria com o Sintrajufe por muito tempo".

Já Nana Sanches, do Movimento de Mulheres Olga Benário, que organiza a Mulheres Mirabal, lembra que não é a primeira vez que recebem doações da campanha e destaca a ação solidária do Sintrajufe/RS e da categoria: "A gente sabe que nessa época do ano muitas pessoas vão falar de fazer ceia, de comprar presentes, de dar presentes, mas a gente sabe que existem hoje no nosso país muitas pessoas que não têm condições de comer o básico diariamente, imagina ter uma ceia de Natal, ter presentes. E essa ação do Sintrajufe faz com que essas pessoas, as acolhidas da Mirabal, por exemplo, tenham esse direito, de ter um Natal fraterno, com comida, com presentes, que é um direito que todas as pessoas têm. A gente fica muito feliz de fazer parte dessa iniciativa do Sintrajufe e deseja que isso siga por muitos anos".

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.