Em assembleia geral, categoria aprova participação no ato unificado dos servidores no dia 10


06.Dezembro.2019 - 19h14min

Em assembleia geral realizada na noite da última quinta-feira, 5, os trabalhadores e as trabalhadoras do Judiciário Federal e do Ministério Público da União no Rio Grande do Sul aprovaram, sem nenhum voto contrário, a participação da categoria no ato unificado dos servidores que acontece na próxima terça-feira, 10. A mobilização será a partir das 9h30min, na Praça da Matriz – a concentração da categoria será em frente ao Palácio da Justiça, junto à PraçaParticiparam da assembleia, por videoconferência, colegas de três cidades do interior: Novo Hamburgo, Santa Maria e Santana de Livramento. Eles se juntaram aos colegas que estiveram no Salão Multicultural Alê Junqueira para dar continudade à resistência contra os ataques do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) e Paulo Guedes aos serviços públicos e aos servidores e servidoras. Ataques que se desdobram no pacote apresentado pelo governador Eduardo Leite (PSDB) na Assembleia Legislativa, neste caso contra os servidores estaduais.

Na abertura da assembleia, os diretores do Sintrajufe/RS Marcelo Carlini e Ramiro López (que também integra a direção da Fenajufe) e a diretora Clarice Camargo fizeram relatos sobre atividades nacionais das quais participaram recentemente, em Brasília. Os dirigentes destacaram em especial a Plenária realizada em 26 de novembro, convocada pelas centrais sindicais. Essa atividade deu origem a um calendário de lutas e a um plano de ação de combate aos ataques de Bolsonaro aos trabalhadores e trabalhadoras. Os dirigentes também falaram sobre a reunião do Coletivo Jurídico da Fenajufe, também em Brasília, e das ações da Frente dos Servidores Públicos do RS, que teve, no dia 2, um grande ato que reuniu mais de 10 mil pessoas em Pelotas.

Os diretores Fabrício Loguércio e Zé Oliveira e a diretora Clarice Camargo compuseram a mesa. Após os relatos, Zé apontou que a proposta da direção do sindicato era de aprovação de participação da categoria no ato do dia 10. Nas falas dos diversos colegas que se posicionaram durante a assembleia, foi sempre ressaltada a necessidade da luta em defesa do serviço público e a importância da unidade com o conjunto dos servidores das três esferas e, ainda, com os trabalhadores da iniciativa privada.

Os presentes também alertaram sobre os projetos do governo de redução dos salários dos servidores, de cerceamento das liberdades democráticas e de desmonte do serviço público. Mesmo o emprego dos servidores está em risco, destacaram. Ao mesmo tempo, ressaltaram a importância das mobilizações que têm demonstrado a indignação dos servidores e, também, a boa receptividade da população. Assim, torna-se ainda mais importante chamar os colegas para a rua, para a luta, compreendendo que se trata de um processo iniciado com o golpe de 2016, reforçado com a emenda constitucional 95 e que ganhou corpo e contornos autoritários com a eleição de Bolsonaro.

Após o debate, a participação da categoria no ato do dia 10 foi aprovada. A concentração será a partir das 9h30min, nas proximidades do Palácio da Justiça, junto à Praça da Matriz, onde acontece a mobilização unificada.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.