Parada Livre de Porto Alegre acontece neste domingo, 8, com apoio do Sintrajufe/RS


05.Dezembro.2019 - 19h29min

Neste domingo, 8, Porto Alegre sedia a 23ª edição da Parada Livre. A atividade, de exaltação e defesa da diversidade, torna-se ainda mais relevante em tempos como os atuais, de avanço da intolerância e do ódio. A Parada Livre tem como um dos organizadores o Núcleo de Diversidade Sexual (Nuds), do Sintrajufe/RS.

O evento será no Parque da Redenção, das 14h às 22h. O palco será montado em frente ao espelho d'água. Ali, haverá a apresentação de diversas atrações (veja no final desta matéria). Às 16h30min, os trios elétricos sairão para caminhada ao redor do parque, retornando para a continuidade dos shows.

Desde o ano passado, o Nuds atua como um dos coletivos que compõem a organização da Parada Livre de Porto Alegre. O Nuds foi criado em dezembro de 2017, congrega lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, intersexuais e demais diversidades sexuais e tem como objetivo discutir e encaminhar propostas de propiciar a inclusão de pessoas LGBT no Judiciário Federal e no Ministério Público da União.

Para a diretora do Sintrajufe/RS Luciana Krumenauer, que faz parte do Nuds e da organização da atividade, "a Parada Livre de Porto Alegre é grande ato onde nós, LGBT+ , mostramos o nosso orgulho de sermos quem somos. Onde podemos dialogar com as pessoas que participam deste grande evento. São doze meses de preparação, debatendo temas, junto com os outros coletivos. A tarefa do Nuds é mostrar que dentro do ambiente do Judiciário Federal e do MPU os LGBT+s resistem e existem, mostrar que podemos e devemos estar em qualquer lugar". Como explica Luciana, "quando as pessoas se reconhecem, a vida fica mais leve. Não digo que não haverá momento difíceis, e os retrocessos que o atual governo traz exigem ainda mais resistência".

Luciana conta que, no último domingo, juntamente com outros integrantes da organização, estava divulgando a Parada Livre em São Leopoldo, com bandeiras representativas, e um rapaz foi conversar com eles, relatando que era bissexual e se sentia muito feliz por encontrar pessoas que compartilham do mesmo jeito de se relacionar com os demais. Ele pediu para ficar com uma bandeira e participou de toda caminhada que ocorre na cidade, segurando e tremulando a bandeira: "É disso que falo, a representatividade é tudo!", avalia Luciana, completando: "A luta vale a pena! Todo cansaço some quando uma situação assim acontece. Por isso o Nuds é tão importante".

Atrações 23ª Parada Livre 2019

Analei

Jalile Petzhold

Kimbra

Banda Litera

Duda Fênix

Paulo Neto

Mendy Black

Maria Laura Granada

Rafaela Face

Rebeca Rebu

Lo Litta

Karen Rodrigues

Vitz Queen

Le Jardin

Casal Landy

Bixas Pretas

Vogue POA

Atena

Fabielly Klimberg

Emme Blance

Lou Ann Dvon

Elektra

Ayo

Bruno Cardoso

Chameleon

Amy Baby Doll

Anastacia

Lucia Becker

Anthony Lorena

Lolita Boom Boom

 

DJs

Chinepe

Bruno Torres

Jader Giroto

Bruno Labres

Maku Sinhorelli & Maurício Bungi

Letícia Sartoretto

Playmotrio

Amanda Lima

Bruna Machado

Kady Pereira

La Trisha

Anav

Apresentadoras

Charlene Voluntaire

Cassandra Calabouço

Suzzy B

Valeria Barcellos

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.