É AMANHÃ! Nesta quarta, Sintrajufe/RS promove debate


12.Novembro.2019 - 15h40min

Nesta quarta-feira, 13, às 19h, em atividade referente ao Mês da Consciência Negra, o Sintrajufe/RS promove o debate "O servidor público no combate e na luta contra o racismo". A atividade é organizada pelo grupo de colegas que discute a criação do Núcleo de Negras e Negros do Sintrajufe/RS em conjunto com a direção do sindicato. A atividade ocorrerá no Salão Multicultural Alê Junqueira, na sede (Rua Marcílio Dias, 660), e terá transmissão pela página no Facebook.

O debate contará com a presença da cientista social e militante do Movimento de Mulheres Negras LBT+ Eloá Kátia Coelho; do graduado em Políticas Públicas, geógrafo, dirigente do Movimento Negro Unificado e membro do Comitê Internacional de Reparação Emir Silva; e do ativista de direitos humanos, fundador do Nuances e organizador da Parada Livre de Porto Alegre Célio Golin.

Ao final, haverá apresentação com o grupo musical Fiéis da Balança, formado por colegas negros do TRT4, da ativa e aposentados, que se reúnem há mais de vinte anos para compartilhar experiências artísticas, bem como apresentar-se em eventos que envolvem a categoria, organizados pelo tribunal ou pelo Sintrajufe/RS. O grupo é formado por Maria do Carmo (cantora), Vladimir Rodrigues (violão), Edison Rodrigues (percussão), Leonardo Marques (baixo) e Paulo Abreu (percussão).

Números da exclusão no serviço público

No Judiciário Federal, de acordo com Censo do Conselho Nacional de Justiça de 2014, 70,9% do quadro de servidores era composto por brancas e brancos; sendo que negras e negros chegavam a apenas 29,1%. Dados publicados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em 2014 mostravam que negras e negros ocupavam 47,4% dos cargos públicos, mas isso não representava equidade entre as diferentes carreiras, posições ou níveis de rendimentos. Quanto mais valorizada a carreira, menor a presença de negras e negros, especialmente as de nível superior e que oferecem melhor remuneração. A média salarial dos negros no serviço público equivale a apenas 86,2% dos rendimentos dos brancos, no caso de servidores que têm entre 9 e 11 anos de estudo, e a 74,5%, entre aqueles com 12 anos ou mais de estudo, o que demonstra que não há igualdade na ocupação dos cargos mais altos. Na Diplomacia, por exemplo, representam 5,9% do total de servidores, contra 94% de brancos. São dados que mostram a importância de discutir sobre o racismo estrutural no Brasil.

Dia 20 de novembro, Sintrajufe/RS participa da Marcha Zumbi Dandara

Além da participação no debate do dia 13, o Sintrajufe/RS convoca toda a categoria para demonstrar, na rua, sua posição antirracista, no dia 20 de novembro, durante a Marcha Zumbi-Danadara. A concentração será a partir das 17h, no Largo Glênio Peres, com caminhada até o Largo Zumbi dos Palmares.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.