Heinze e Lasier votaram contra os trabalhadores: veja como votaram os outros parlamentares gaúchos


23.Outubro.2019 - 19h36min

O Senado concluiu no início da tarde desta quarta-feira, 23, a votação da PEC 6/2019, a reforma da Previdência de Jair Bolsonaro (PSL).

A maioria dos parlamentares eleitos pelo Rio Grande do Sul, por apego às emendas parlamentares oferecidas pelo governo e/ou por alinhamento aos projetos antipovo, votou a favor da proposta. Tanto na Câmara quanto no Senado, os votos se repetiram no primeiro e no segundo turnos: na Câmara, 22 deputados do RS apoiaram a PEC, enquanto 9 votaram contra; no Senado, dois senadores votaram com o governo, enquanto um (Paulo Paim/PT) posicionou-se ao lado dos trabalhadores.

Veja abaixo a lista completa das votações dos parlamentares do Rio Grande do Sul na Câmara dos Deputados e, depois, no Senado.

CÂMARA DOS DEPUTADOS

SIM AO PROJETO QUE REDUZ SALÁRIOS E AUMENTA O TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

Afonso Hamm (PP)

Alceu Moreira (MDB)

Bibo Nunes (PSL)

Carlos Gomes (PRB)

Daniel Trzeciak (PSDB)

Danrlei de Deus Hinterholz (PSD)

Darcísio Perondi (MDB)

Giovani Cherini (PL)

Giovani Feltes (MDB)

Jerônimo Goergen (PP)

Liziane Bayer (PSB)

Lucas Redecker (PSDB)

Marcel van Hattem (Novo)

Marcelo Moraes (PTB)

Márcio Biolchi (MDB)

Marlon Santos (PDT)

Maurício Dziedricki (PTB)

Nereu Crispim (PSL)

Onyx Lorenzoni (DEM)

Pedro Westphalen (PP)

Sanderson (PSL)

Santini (PTB)

NÃO AO PROJETO DE BOLSONARO

Afonso Motta (PDT)

Bohn Gass (PT)

Fernanda Melchionna (Psol)

Heitor Schuch (PSB)

Henrique Fontana (PT)

Marcon (PT)

Maria do Rosário (PT)

Paulo Pimenta (PT)

Pompeo de Mattos (PDT)

SENADO

SIM AO PROJETO QUE REDUZ SALÁRIOS E AUMENTA O TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

Lasier Martins (PODE)

Luis Carlos Henize (PP)

NÃO

Paulo Paim (PT)

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.