Reforma da Previdência pode ser votada nesta semana; Sintrajufe/RS envia caravana a Brasília


08.Julho.2019 - 17h26min
-->

Cresceram nesta segunda-feira, 8, as indicações de que a reforma da Previdência (PEC 06/2019) pode ser votada ainda nesta semana na Câmara dos Deputados. Esta é a intenção manifesta tanto do governo quanto do presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Por outro lado, segue a pressão dos trabalhadores contra a proposta: há diversas entidades presentes em Brasília, e o Sintrajufe/RS envia nesta semana nova caravana à capital federal para reforçar a luta em defesa do direito à aposentadoria.

Nesta segunda, Maia declarou que sua intenção é dar início à votação na noite de terça-feira, 9, mas que isso dependerá de garantir quórum e votos favoráveis suficientes – para ser aprovada, a proposta precisa dos votos de 308 deputados em dois turnos de votação na Câmara, seguindo, então, para tramitar no Senado. Está marcada para o final da tarde desta segunda-feira uma reunião do presidente da Casa com líderes partidários para avaliar a situação. Segue havendo, porém, divergências sobre o texto mesmo na base do governo e entre os parlamentares que apoiam a proposta, sendo o caso da inclusão ou não dos estados e municípios uma das principais pendências.

Mesmo com divergências internas, o dinheiro unifica os apoiadores da reforma: a compra de parlamentares pelo governo garantiu a aprovação da proposta na Comissão Especial, ao mesmo tempo em que apresentadores de TV são contratados para enganar a população e defender o projeto.

Nesse contexto, é fundamental reforçar a pressão e não arrefecer a luta dos trabalhadores. O Sintrajufe/RS tem estado em Brasília desde o início da tramitação da reforma, e retorna à capital federal nesta terça, com caravana, para pressionar os parlamentares na luta contra a reforma.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.