Sintrajufe/RS em Brasília: sindicato acompanha audiências e segue fazendo contatos com parlamentares contra a reforma da Previdência


22.Maio.2019 - 19h17min

Na semana seguinte às grandes manifestações em defesa da educação e da Previdência pública, em 15 de maio, o Sintrajufe/RS está em Brasília, fazendo contatos com parlamentares e buscando votos contra a proposta de emenda à Constituição (PEC) 6/2019. O sindicato é representado pelo diretor Rodrigo Mércio, que acompanha a movimentação na comissão especial e está conversando com deputados.

Em conversa com o dirigente, Flávio Alencastro, assessor do relator da PEC na comissão especial, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), informou que, no final da primeira quinzena de junho, deve ser apresentado o substitutivo à PEC 6/2019. A deputada Luiza Erundina (Psol-SP), cujo partido já tomou posição contrária à reforma, afirmou que as mobilizações de rua são capazes de derrotar o projeto do governo de Jair Bolsonaro (PSL).

De terça a quinta-feira, a comissão especial da reforma da Previdência está realizando audiências públicas. De acordo com Rodrigo, o governo sentiu a forte pressão das ruas com as mobilizações de 15 de maio, tanto que está acenando com um substitutivo buscando tornar o projeto aparentemente mais palatável em alguns aspectos quando, na realidade, em seu conjunto, continuará significando o fim da Previdência pública e da possibilidade de aposentadoria para milhões de brasileiros.

Portanto, ressalta Rodrigo, é fundamental lutar para que a proposta “seja rechaçada de todo”. A pressão das ruas está levando insegurança ao governo e a sua base; por isso, afirma o dirigente, “as mobilizações de 30 de maio e a greve geral de 14 de junho têm que ser muito maiores, para a gente poder derrotar por inteiro essa reforma”.

Confira o calendário de mobilização:

30 de maio: caravana a Brasília para julgamento recurso extraordinário (RE) 638.115, que trata dos quintos, no STF

30 de maio: nova mobilização em defesa da educação e da Previdência

13 de junho: caravana a Brasília para acompanhar o julgamento, no STF, do recurso extraordinário (RE) 565.089, que trata de indenização por falta de daba-base.

14 de junho: greve geral

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.