Em Brasília, Sintrajufe/RS dialoga com deputados para barrar reforma da Previdência


16.Abril.2019 - 18h39min

Diretor Rafael Scherer com o deputado Marlon Santos (PDT-RS)

 

Dando prosseguimento à atuação constante do Sintrajufe/RS em Brasília durante a tramitação da reforma da Previdência, o diretor Rafael Scherer está na capital federal nesta semana dialogando com os parlamentares sobre a necessidade de barrar a proposta do governo. As atividades começaram na segunda-feira e seguiram nesta terça-feira, 16, quando o dirigente conversou com diversos deputados, reafirmando a posição do sindicato contrária à reforma e entregando documentação preparada pela entidade que apresenta os argumentos dos servidores.

 

Deputado Bohn Gass (PT-RS)

 

O governo busca a aprovação da admissibilidade da proposta na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara ainda nesta terça-feira, mas existe resistência por parte de diversos deputados, que querem postergar a votação para depois da Páscoa.

 

Ao centro, deputado Afonso Motta (PDT-RS) e Rafael Scherer

 

O dirigente sindical conversou com o deputado Afonso Motta (PDT-RS), que é contrário à reforma da Previdência. O deputado Marlon Santos (PDT-RS) também garantiu que irá votar contra a reforma. Para ele, não é possível concordar com o que está na reforma. Junto com seus assessores, o parlamentar fez cálculos sobre as contribuições dos trabalhadores e empregadores para a previdência e também das despesas com as aposentadorias, reforçando a posição de que é falacioso o argumento do governo de que existe déficit. O deputado Bohn Gass (PT-RS), em uma rápida conversa, recebeu a documentação preparada pelo sindicato. O Partido dos Trabalhadores votará contra a proposta.

 

Deputado Sanderson (PSL-RS)

Rafael conversou também com o deputado Marcelo Moraes (PTB-RS), explicando os argumentos do sindicato contrários à reforma e entregou a documentação sobre o tema. Por sua vez, outro deputado do PTB do Rio Grande do Sul, Mauricio Dietrich foi abordado, mas sequer aceitou receber a documentação do Sintrajufe/RS. Deputado pelo PSL-RS, Ubiratan Sanderson disse que o governo enviou uma proposta "nota 10 para o mercado", e que deve ficar entre "nota 5 e 6", devendo, portanto, haver ainda muitas alterações ainda durante a tramitação da PEC no Congresso. Em conversa com o deputado Daniel Trzeciak (PSDB-RS), Rafael apresentou a posição do Sintrajufe/RS contrária à reforma; o parlamentar afirmou que também tem contrariedade com alguns pontos da proposta. Outra parlamentar gaúcha contatada foi Fernanda Melchionna, cujo partido, Psol, tem posição contrária à reforma da Previdência. A deputada afirmou que o governo está buscando a aprovação da reforma na CCJ ainda na noite desta terça-feira, o que a bancada do Psol está tentando evitar.

 

 

Deputado Daniel Trzeciak (PDSB-RS)

 

Desde o final de março, o Sintrajufe/RS tem sido presença constante na capital federal, realizando contatos com deputados de vários estados e partidos e priorizando os representantes do Rio Grande do Sul. Rafael ressalta que a reforma da Previdência é "prioridade zero do governo Bolsonaro. Todo o resto é secundário". Ainda assim, destaca que a resistência ao projeto é grande no Congresso Nacional. Na avaliação do dirigente, não há nada definido ainda, por isso, afirma, "temos que continuar mobilizados, nas ruas, nos gabinetes e nas redes sociais. Todos têm que fazer a sua parte. Não podemos permitir o desmonte das nossas aposentadorias".

 

 

Deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS)

 

 

Juliana Lepesteur e Alecxandro Ferreira, respectivamente, assessora e chefe de gabinete do deputado Lucas Redecker (PSDB-RS)

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.