Presença permanente em Brasília e bancas para tirar dúvidas: direção do Sintrajufe/RS define novas iniciativas contra a reforma da Previdência


02.Abril.2019 - 15h41min

Em reunião da direção executiva do Sintrajufe/RS nesta terça, 2, os dirigentes deliberaram novas iniciativas na luta para derrotar a reforma da Previdência de Bolsonaro. Além da participação nas mobilizações unificadas contra a reforma, como decidido nas assembleias de base do dia 22 de março, o sindicato adotará os seguintes encaminhamentos nos próximos dias: a) o Sintrajufe/RS produzirá vídeo de esclarecimentos sobre a reforma, para divulgação nas redes sociais; b) presença permanente da direção em Brasília ao longo da tramitação da reforma da Previdência, para pressão junto aos parlamentares; c) realizar bancas nos prédios para coleta de assinaturas no abaixo-assinado nacional contra a reforma, que será lançado em ato público na quarta-feira, 3, às 12h, no Centro de Porto Alegre; d) presença de advogados da assessoria jurídica do sindicato nas bancas para tirar dúvidas de sindicalizados e da população sobre a reforma.  

Pressão permanente em Brasília

A atividade de pressão junto aos parlamentares já iniciou na última semana, quando começaram os debates sobre a reforma da Previdência no Congresso Nacional: o diretor do Sintrajufe/RS, Cristiano Moreira, esteve presente na Câmara dos Deputados para pressionar os deputados a votarem “não” à PEC 6/19. No entanto, com a designação do relator da reforma na CCJ da Câmara, primeira instância de tramitação, a direção do sindicato entende que é necessário estar presente de forma permanente na capital federal para defender a Previdência social e pública.

O diretor do Sintrajufe/RS Cristiano Moreira avalia a importância do trabalho em Brasília: “Como noticiado recentemente, há grupos de empresários se organizando para estar presentes no Congresso fazendo lobby em favor da retirada de nossos direitos. Faremos o movimento contrário, de defesa da Previdência, como fizemos para derrotar a reforma de Temer. Nosso diferencial é estarmos amparados pela mobilização, que começa a crescer”.

Bancas para abaixo-assinado e tirar dúvidas sobre reforma

Amanhã, às 12h, no Largo Glênio Peres, no Centro de Porto Alegre, um ato público marca o lançamento do abaixo-assinado nacional contra a reforma da Previdência. A iniciativa faz parte do calendário unificado decidido pelo conjunto das centrais sindicais e incorporado pelo Fórum Gaúcho em Defesa da Previdência durante o seminário do dia 30 de março.

A direção do Sintrajufe/RS pretende se somar no esforço de coletar assinaturas entre a categoria, mas também junto aos demais trabalhadores, advogados e pessoas que acessem os prédios do Judiciário: serão instaladas bancas nos prédios ao longo de todas as próximas semanas para divulgação do abaixo-assinado. As bancas servirão, ainda, para distribuição das camisetas do sindicato alusivas à luta contra a reforma e contarão com a presença de dirigentes e advogados da assessoria jurídica da entidade para tirar dúvidas sobre a proposta do governo, esclarecendo servidores e população sobre os prejuízos de uma eventual aprovação.

“O abaixo-assinado nacional serve para abrir diálogo com os trabalhadores sobre os prejuízos da reforma, buscando ampliar nossa trincheira na guerra de informação que se estabelece para contestar as mentiras ditas pelo governo”, afirma Cristiano.

Vídeo de esclarecimentos

Também faz parte da “guerra de informação” e tentativa de refutar os argumentos do governo um vídeo produzido pelo sindicato. A ideia é explicar que, ao contrário do que o governo e Congresso afirmam, a reforma trará graves prejuízos a todos, especialmente a população mais pobre. Enquanto isso, os grandes bancos, muitos dos quais entre os maiores devedores da Seguridade Social, lucrarão ainda mais com a venda de fundos de pensão. Além de fazer uma falsa propaganda de que os mais pobres terão benefícios com a reforma, o governo “esquece” de dizer que, só em isenções, a Previdência deixa de arrecadar mais de R$ 350 bilhões por ano, além de R$ 110 bilhões que o próprio governo retira do caixa com a DRU (Desvinculação das Receitas da União).

Painéis sobre a reforma

Também como parte da campanha contra a reforma da Previdência, prioridade máxima do Sintrajufe/RS neste momento, o sindicato tem realizado painéis para tratar do projeto, como o realizado no MPT  e PRR4. Nesta sexta-feira, dia 5 de abril, às 14h, o painel será realizado no TRF4, com a advogada Marilinda Marques Fernandes, especialista em direito previdenciário.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.