Regime de Previdência Complementar e Funpresp: sindicato oferece atendimento para sindicalizados; prazo para migração vai até 29 de março


18.Março.2019 - 17h03min

No dia 29 de março encerra-se a reabertura de prazo para os servidores públicos federais do Judiciário, do Legislativo e do Executivo informarem que desejam fazer a migração do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) para o Regime de Previdência Complementar (RPC). Os servidores podem, ainda, aderir ou não ao plano de benefícios da Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp).

Para o Poder Judiciário da União e o Ministério Público da União, quem pode fazer a migração são os servidores titulares de cargos efetivos e membros que tomaram posse no serviço público até 14 de outubro de 2013. Os servidores que tomaram posse após essa data já estão sujeitos ao Regime de Previdência Complementar (RPC). Os colegas sindicalizados podem entrar em contato com o sindicato e tirar dúvidas com a assessoria jurídica. As consultas podem ser agendadas pelo telefone (51) 3235-1977 ou pelo e-mail juridico@sintrajufe.org.br. Os colegas do interior podem ser atendidos pela assessoria jurídica via internet.

Caso opte pela migração, o servidor decide pela saída do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), que proporciona aposentadoria integral ou pela média remuneratória, para o Regime de Previdência Complementar (RPC), que proporciona uma aposentadoria limitada ao teto do Regime Geral de Previdência Social (atualmente R$ 5.839,45), tendo direito, ainda, ao benefício especial, cujo cálculo é de responsabilidade do órgão ao qual o servidor está vinculado. Servidores que queiram manter o regime atual não precisam fazer nada. Os Servidores que decidirem pela migração, precisam informar o órgão ao qual estão vinculados até o dia 29 de março de 2019. A migração é uma decisão individual de caráter irrevogável e irretratável.

Sintrajufe/RS promove discussões sobre RPC e Funpresp desde 2013

Desde 2013, o Sintrajufe/RS promove atividades com a finalidade de elucidar as dúvidas dos colegas sobre o RPC e a Funpresp. Além de debates, o sindicato lançou também uma cartilha  com perguntas e respostas sobre o RPC e a Funpresp-Jud. No material, é possível saber, por exemplo, como ficam as contribuições previdenciárias com a adesão e como é feita a gestão do Funpresp-Jud.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.