Plenária de mobilização em defesa da Previdência ocorre nesta quarta-feira, 27; haverá transporte até o local


26.Fevereiro.2019 - 17h10min

Com o envio da proposta de reforma da Previdência de Bolsonaro (PSL) e Paulo Guedes ao Congresso, é preciso intensificar a luta contra mais essa retirada de direitos. Nesta quarta-feira, 27, ocorre plenária de mobilização do Fórum Gaúcho em Defesa da Previdência, do qual o Sintrajufe/RS faz parte junto a outras entidades. A plenária tem início às 18h, no auditório do Cpers (avenida Alberto Bins, 480). É imprescindível que os colegas compareçam à atividade e participem da construção da unidade entre as entidades.

O sindicato disponibilizará transporte dos prédios até o local da atividade:

- ônibus sairá às 17h40min do Anexo da JE, passando pelas varas trabalhistas;

- ônibus sairá às 17h40min da Justiça Federal, passando pelo TRE Duque.

A realização da plenária foi definida em reunião do Fórum no dia 22 de janeiro, na sede do Sintrajufe/RS. No dia 21 de fevereiro, o Fórum realizou nova reunião, na qual houve deliberação de lançamento de um manifesto contra a reforma durante a plenária, além de um calendário de mobilização.

O Sintrajufe/RS vem sendo protagonista da luta contra a reforma da Previdência, participando de diversos atos, entre eles um ato público convocado pelas centrais sindicais no dia 14 de fevereiro, na Esquina Democrática, e a Assembleia Nacional da Classe Trabalhadora, que ocorreu em São Paulo no dia 20 de fevereiro. 

Reforma da Previdência

A proposta de Emenda à Constituição nº 6/2019 é ainda mais dura para os trabalhadores do que a proposta de reforma da Previdência de Michel Temer (MDB). Apesar de Bolsonaro ter criticado a reforma da Previdência de Temer durante a campanha eleitoral, enviou ao Congresso uma proposta de reforma com as mesmas idades mínimas para aposentadoria da proposta de Temer: 62 anos para as mulheres e 65 anos para homens. Além disso, estabelece regra de transição de apenas 12 anos, enquanto a proposta de Temer era de 20 anos, tornando ainda mais pesada a reforma para o conjunto dos trabalhadores brasileiros. Confira nesta matéria os pontos da reforma que atingem os servidores públicos. 

O Fórum

O Fórum Gaúcho em Defesa da Previdência foi criado em janeiro de 2017, quando começava a tramitar a reforma da Previdência apresentada por Michel Temer (MDB). Desde lá, o Fórum, reunindo dezenas de entidades, foi protagonista, junto com as centrais sindicais, da resistência à proposta do então governo. Realizou diversos atos públicos em Porto Alegre, atuou em Brasília e também judicialmente, conseguindo, barrar por alguns dias a propaganda governista sobre a reforma, que trazia informações mentirosas.

Realizando também plenárias de mobilização e debates, o Fórum vem construindo a fundamental unidade para combater os retrocessos que antes eram representados por Temer e agora o são pelo governo de Jair Bolsonaro.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Troca de Usuário

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.