Vitória: categoria decide por mudanças no Estatuto permitindo inclusão dos servidores do MPU no Sintrajufe/RS e votação eletrônica para eleição da direção do sindicato


24.Dezembro.2018 - 18h31min

Graças à decisão soberana da categoria, agora o Sintrajufe/RS está mais forte: está aprovada a inclusão dos servidores do Ministério Público da União (MPU) na base do nosso sindicato, que agora passa a chamar-se Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União no Rio Grande do Sul. Ultrapassando com folga o quórum mínimo de 1.451 votantes exigido para alterações estatutárias, 1.568 colegas votaram na assembleia plebiscitária e decidiram, por grande maioria, pela inclusão dos servidores do MPU na base do Sintrajufe/RS e pela utilização de votação eletrônica nas eleições para a direção do sindicato. Após 40 dias de votação eletrônica, a assembleia foi encerrada nesta segunda-feira, 24, com um feito histórico: foi a maior assembleia da história da categoria, demonstrando o compromisso do sindicato com a ampliação da participação da categoria na entidade.

Em junho de 2015, em meio à greve geral que conquistou a reposição salarial atualmente em vigor, uma assembleia geral na Casa do Gaúcho reuniu mais de mil colegas. Agora, graças ao uso das tecnologias e à disposição da categoria em tomar os rumos da entidade em suas mãos, ultrapassamos em muito esse recorde e decididmos seguir nesse caminho de aprofundamento democrático com a votação eletrônica aprovada para as eleições do Sintrajufe/RS. Um momento histórico de avanço da democracia e da participação, que se alinha a outro fato histórico que mudará nossa entidade: a chegada dos colegas do MPU, fortalecendo a categoria e o Sintrajufe/RS. Depois de 1998, quando foram unificados o Sindicato dos Trabalhadores da Justiça do Trabalho do RS (Sindjustra) e o Sindicato dos Trabalhadores da Justiça Federal do RS (Sindijusfe); e de 2004, quando foi aprovada a unificação com Sindicato dos Funcionários da Justiça Eleitoral (Sindjers); 2018 entrará para a história como o ano em que a categoria optou por ampliar sua unidade e sua capacidade de luta. Tudo isso com a aprovação de mais 90% dos participantes da assembleia.

As mudanças estatutárias necessárias para a efetivação das duas propostas exigiam uma assembleia plebiscitária com quórum mínimo de um terço dos sindicalizados e pelo menos dois terços dos votantes optando pelo SIM. No caso da inclusão dos servidores do MPU, o resultado foi o seguinte: 1.469 (93,69%) servidores votaram SIM; 68 (4,34%) votaram NÃO, e 31 (1,98%) se abstiveram. Em relação às alterações nas eleições do sindicato, 1.447 (92,28%) colegas votaram SIM; 96 (6,12%) votaram NÃO; além de 25 (1,59%) abstenções.

A grande participação e o alto percentual de “Sim” consolidam a posição de ampla maioria da categoria a favor da unificação com o MPU e da eleição eletrônica no sindicato. O debate sobre a inclusão dos servidores do MPU ganhou força neste ano, com a renúncia da direção regional do SindMPU e a indicação de unificação, visando fortalecer a luta de ambas as categorias, que, de maneira geral, têm a mesma pauta de reivindicações. Na sequência desse processo, o Sintrajufe/RS iniciou um caminho de debates e esclarecimentos junto aos colegas do Judiciário Federal e do MPU, possibilitando que ambas as categorias decidissem sobre a possibilidade de unificação da forma mais consciente possível. Os servidores do MPU no RS decidiram em asembleia pela unificação no Sintrajufe/RS. Agora, com a decisão da assembleia estatutária dos servidores do Judiciário, o sindicato passa a se chamar Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União no Rio Grande do Sul. A sigla, Sintrajufe/RS, permanece a mesma.

Com a eleição eletrônica para o sistema diretivo (Direção Colegiada, Conselho Fiscal e Direções de Base), o Sintrajufe/RS dará mais um passo importante no uso da tecnologia para garantir agilidade e ampliação da participação. Fica facilitada a participação de todos os colegas em um dos mais importantes momentos decisórios da entidade, a eleição, aprofundando a democracia.

Esses importantes avanços só foram possíveis com essa celeridade e com esse nível de debate graças à implementação, desde o início de 2018, de mecanismos de participação eletrônica no dia a dia do sindicato, culminando na aprovação, em assembleia geral, em junho, dos regramentos para votações eletrônicas e assembleias com videoconferência. Com isso, seguimos construindo um sindicato cada vez mais forte, democrático e, de fato, nas mãos da categoria.

Veja AQUI o que muda no Estatuto para permitir a inclusão dos servidores do MPU.

Veja AQUI o que muda no Estatuto para permitir a votação eletrônica na escolha do sistema diretivo.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.