Com apoio do Sintrajufe/RS, Justiça do Trabalho de Taquara realiza debate sobre luta por igualdade racial


03.Dezembro.2018 - 17h36min

Nesta terça-feira, 4, a Justiça do Trabalho de Taquara realiza o debate "A Voz do Quilombo", com apoio do Sintrajufe/RS. Será às 19h30min, no prédio do Foro Trabalhista da cidade (rua da Federação, 1870), com entrada gratuita.

A atividade é parte dos "16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher", que conta também com recursos Orçamento Participativo do Sintrajufe/RS. Esses recursos foram destinados pelos colegas sindicalizados de Taquara especificamente à exposição fotográfica "A Voz do Quilombo", idealizada pelos alunos da Escola Municipal Felipe Marx com o objetivo de dar visibilidade à comunidade quilombola, divulgando a cultura e contribuindo para fortalecer os laços da Justiça do Trabalho com as causas sociais.

No debate desta quarta, participarão como painelistas a ex-secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério dos Direitos Humanos, Ivonete Carvalho; o secretário geral do Iacoreq e membro convidado da Comissão da Verdade Sobre a Escravidão Negro no RS da OAB, Ubirajara Carvalho Toledo; a representante dos servidores negros no Comitê de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade do TRT4, Roberta Liana Vieira; o representante do Quilombo dos Lemos, Sandro Lemos; e a professora estadual, ativista do movimento negro e vereadora de Porto Alegre, Karen Santos.

Comentando a importância dessas atividades, o colega Máximo Neto, diretor de base na Justiça do Trabalho de Taquara, disse que "o envolvimento dos colegas da Justiça do Trabalho cumpre fundamental papel em eventos como este. A Justiça do Trabalho, acima de tudo, é uma justiça social. Como servidor, vejo que cabe a nós estamos sempre do lado do oprimido e da luta. Remar contra a maré que nos trouxe até aqui se faz necessário, e o nosso sindicato compreende e fomenta esta luta de forma prioritária".

16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher

A campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher” é promovida, anualmente, por diversos atores da sociedade civil e do poder público engajados na causa. Desde sua primeira edição, em 1991, já conquistou a adesão de cerca de 160 países. Mundialmente, a campanha se inicia em 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, passando pelo 6 de dezembro, Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres. No Brasil, a campanha acontece desde 2003 e, para destacar a dupla discriminação vivida pelas mulheres negras, as atividades começam em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.