Futuro ministro da Casa Civil de Bolsonaro defende reforma da Previdência ainda pior que a de Temer


29.Outubro.2018 - 17h33min

Em entrevista na manhã desta segunda-feira, 29, apenas um dia após Jair Bolsonaro (PSL) eleger-se presidente, seu principal assessor e futuro ministro da Casa Civil, Onix Lorenzoni (DEM), defendeu uma reforma da Previdência ainda pior do que a proposta por Michel Temer (MDB). A declaração de Lorenzoni é a refirmação da preocupação que o Sintrajufe/RS já havia expressado durante a disputa eleitoral, de que Bolsonaro pretendia atacar rápida e diretamente o direito à aposentadoria dos trabalhadores.

Em fevereiro, graças às mobilizações dos trabalhadores, o governo Temer desistiu de sua proposta de reforma da Previdência, que, na prática, acabaria com o direito à aposentadoria de milhões de brasileiros. Agora, o futuro ministro da Casa Civil quer um ataque ainda mais drástico. Na entrevista concedida à Rádio CBN, chamou a reforma de Temer de "remendo" que "não duraria cinco anos": “vou repetir: o que está hoje no Congresso faz um ajuste de curtíssimo prazo, não dura cinco anos esse alívio”. “Eu defendo que ele [Bolsonaro] faça de uma única vez, lá quando ele já for o presidente e algo proposto para que dure 30 anos".

Na mesma entrevista, Lorenzoni afirmou que o primeiro passo será separar a Previdência da assistência social, o que descaracteriza a aposentadoria como parte da rede de proteção social. O objetivo oculto, como já era o de Temer, é fortalecer os bancos privados a partir da Previdência privada, destruindo a Previdência pública e jogando na pobreza quem trabalhou a vida toda. Os servidores públicos, é claro, devem ser o primeiro alvo.

Mesmo sem sabermos exatamente como será o trato do governo Bolsonaro com os divergentes, precisamos, desde já, estarmos alertas e prontos para as mobilizações que certamente serão necessárias. O contexto é difícil, mas nossa única arma é e será nossa luta coletiva, o mesmo caminho que trilhamos no enfrentamento à reforma de Temer precisará ser seguido no próximo período.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.