Diretor do Sintrajufe/RS participa de seminário de sindicato do Pará e Amapá


11.Junho.2018 - 14h50min

O diretor do Sintrajufe/RS Cristiano Moreira participou nesse final de semana de um seminário em Belém (PA), organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal dos Estados do Pará e Amapá (Sindjuf PA/AP). O seminário teve como tema "Fortalecendo o sindicato pela base como estratégia de defesa contra os ataques aos direitos dos trabalhadores".

Em sua fala, o dirigente destacou os reflexos específicos no Judiciário Federal dos ataques a direitos que vêm sendo desferidos pelo governo de Michel Temer (MDB) contra o conjunto da classe trabalhadora. Citou como principais exemplos a suspensão de nomeações, a extinção de zonas eleitorais e o enxugamento das estruturas, reflexos da Emenda Constitucional 95, que congela os investimentos públicos por vinte anos; o esvaziamento da Justiça do Trabalho, causado pela reforma trabalhista; e o avanço das terceirizações no serviço público, consequência da aprovação da lei que liberou todos os tipos de terceirizações.

Cristiano avaliou que esse cenário leva a uma profunda precarização não apenas dos serviços oferecidos à população, mas também das condições de trabalho da categoria. Isso gera, também, o aumento dos casos de adoecimento entre os servidores. Como exemplo, Cristiano falou do preocupante quadro observado pela Pesquisa de Saúde 2016 realizada pelo Sintrajufe/RS junto à categoria no Rio Grande do Sul. Informou, ainda, que o sindicato está lançando uma nova pesquisa, com o objetivo de aprofundar os dados obtidos na anterior e ampliar a defesa da saúde e das condições de trabalho da categoria.

Outro tema tocado pelo diretor do Sintrajufe/RS foi a necessidade de dar início oficialmente às negociações em torno da reposição salarial dos servidores do Judiciário Federal. Cristiano demonstrou preocupação com o fato de que há estimativa de perdas salariais de 41,5% entre 2016 e fevereiro de 2019, o que comprova a importância de que esse tema seja colocado em pauta. Defendeu, nesse sentido, a busca pela instalação imediata de mesa de negociação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para discutir esse tema.

Assista AQUI a íntegra da mesa.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.