Sintrajufe/RS participa de ato do Dia Internacional de Lutas das Mulheres


09.Março.2018 - 16h41min

O Sintrajufe/RS se uniu a milhares de mulheres para participar, na noite dessa quinta-feira, 8, do Ato Unificado 8M - Dia Internacional de Lutas das Mulheres em Porto Alegre. Diversas e diversos colegas estiveram na manifestação, que teve início no Largo Glênio Peres e percorreu ruas da região central da cidade.

“Por um mundo onde sejamos socialmente iguais, humanamente diferentes e totalmente livres” foi a mensagem estampada na faixa do Sintrajufe/RS e também nas camisetas, distribuídas às pessoas presentes na manifestação. Para Alessandra Barreto Krause, diretora do Sintrajufe/RS, “o 8 de março é uma data que dá visibilidade à luta das mulheres contra a desigualdade e as diversas violências que sofrem. Daí a importância de desvincular esse dia do contexto comercial e romântico em que foi colocado. Os movimentos de mulheres, através da organização de greves mundiais, marchas e ações de conscientização expõem as diversas lutas que travamos todos os dias. O Sintrajufe, enquanto movimento social, tem como objetivo, além da proteção dos interesses da categoria, contribuir para a defesa dos direitos humanos e preservação dos direitos sociais, assim considerados os diretos das mulheres que em momentos de crise são especialmente afetados”

Além de estandartes feministas, bandeiras da causa LGBT, cartazes e performances artísticas, as mulheres se manifestaram com gritos de guerra durante a passeata, que teve como principais eixos o fim de qualquer violência contras as mulheres, a defesa das liberdades individuais das mulheres e ainda se posicionou contra as reformas trabalhista e da Previdência, promovidas pelo governo de Michel Temer (MDB). Assim, o grito “eu sou mulher na resistência contra a reforma da Previdência” foi somado aos já conhecidos coros de “Nem uma a menos” e “Se cuida seu machista, a América Latina vai ser toda feminista”.

A caminhada teve duração de uma hora e meia e percorreu o Centro da cidade, com destaque para a passagem em frente à reitoria da Ufrgs, em apoio à ocupação promovida pelos estudantes negros da universidade. O ato seguiu pela avenida João Pessoa, onde se dispersou no Largo Zumbi dos Palmares.

Feminismo e luta das mulheres

O feminismo, palavra tão em voga nos últimos tempos, defende a igualdade de direitos entre homens e mulheres. Atualmente, a luta está relacionada a diversos direitos violados, sobretudo devido ao número de casos de violência moral, sexual e física – causados pelo pensamento patriarcal de que a mulher é propriedade do homem – e também ao machismo institucional, que faz com que mulheres recebam salários menores e assumam menos cargos de liderança.

O dia 8 de março ficou marcado como uma importante data nesse sentido, já que está ligada a graves trabalhistas realizadas no mundo todo, lideradas por mulheres, por melhores condições de trabalho. Ainda hoje, greves seguem sendo realizadas no países, já que a igualdade ainda está, infelizmente, longe de ser atingida. Na Espanha, por exemplo, 5 milhões de mulheres se mobilizaram na última quinta-feira, segundo sindicatos.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.