Ocupação na Ufrgs defende política de cotas; Sintrajufe/RS realizou doação aos estudantes


09.Março.2018 - 16h38min

 

Na última quarta-feira, 7, estudantes ligados ao movimento negro ocuparam - ou akilombaram, como foi auto-denominado - a reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Promovida pelo coletivo Balanta - Nenhum Cotista a Menos, a ocupação reivindica a revisão do sistema de averiguação de possíveis fraudes em relação às cotas no vestibular.

Nesta sexta-feira, 9, o Sintrajufe/RS esteve na ocupação realizando a doação de alguns materiais e alimentos dos quais os estudantes estavam necessitando. Os colegas que tiverem interesse em também fazer doações, devem dirigir-se diretamente à ocupação, no campus central da Ufrgs. A lista de donativos que estão sendo pedidos está no final desta matéria.

A revisão da política de cotas

Em 2017, uma comissão para evitar possíveis fraudes de pessoas brancas autodeclaradas negras foi instituída pela universidade, após definição do Conselho Universitário. A comissão seria formada por edital público e contaria com especialistas no tema étnico-racial, alunos negros e representantes da comunidade negra de Porto Alegre. No início do ano, no entanto, a UFRGS lançou uma nova portaria, na qual estabelece uma comissão diferente para os recursos dos processos e permite que alunos de fenótipo branco com antepassados negros tenham seus pedidos deferidos.

O movimento negro estudantil entende que a portaria fragiliza o sistema de cotas, na medida em que pessoas de fenótipo branco não se enquadram no motivo pelo qual as cotas são necessárias. A Universidade já se posicionou abertamente sobre a ocupação, encerrando o diálogo com o movimento e mantendo a portaria.

A posição dos ocupantes

Glauber Cruz é um dos estudantes que ocupam a reitoria. Para ele, “o akilombamento é uma ação de sobrevivência dentro da universidade. Uma vez que a universidade oficialmente se posiciona de uma maneira racista e, também oficialmente, se diz fechada ao diálogo, é o meio que temos para sermos ouvidos. As ações da universidade vão no caminho contrário do discurso de diversidade, de que todos são bem-vindos”. O aluno de Jornalismo demonstra preocupação pelo futuro, já que seu irmão está se preparando para ingressar na universidade. “É frustrante saber que a gente está regredindo tanto em tão pouco tempo. A sensação que eu tenho é de medo. Essa situação toda me deixa com raiva mas mais com tristeza, porque é uma instituição pública, que tem um peso muito grande na comunidade”, diz.

Karen Santos, militante do Coletivo Alicerce e do movimento negro e parceira do Sintrajufe/RS em diversas atividades, também está atuando junto à ocupação: "ocupamos a reitoria por ela desconsiderar os critérios construídos junto ao movimento negro sobre a entrada na universidade pelas cotas raciais. Entendemos que expandir o conceito de pardo para pessoas que não tem fenotipia negra, através de casos como os exemplos dado pelo reitor na grande mídia, de o estudante possuir vínculo com cultura e religiosidade, assim como a criação de um novo conceito de pardo-indígena que inexisistia até então, são formas de continuar a permitir o ingresso de estudantes brancos que vêm se autodeclarando pretos ou pardos para acessar as cotas raciais". Para ela, "desmerecer essa luta é mais uma forma de manter o privilégio branco e o racismo estrutural brasileiro".

Os trabalhadores do Judiciário Federal no Rio Grande do Sul já decidiram, em suas instâncias de deliberação, o apoio ao sistema de cotas raciais e sociais no ensino superior e no serviço público.

Veja abaixo a lista de donativos pedidos pelos ocupantes:

*Mesa

 

Arroz

Massa

Açucar

Sal

Azeite

Extrato de tomate

Café

Filtro

Água

Pão

Manteiga

Frutas

Saladas

Bolachas

Temperos (alho, cebola)

Bolachas

Chimia/mumu

Ispor/ coller

Colher de servir

Panela

Sucos

Prato plástico

1 pacote de copos

 

*Limpeza

 

Esponja

Detergente

Papel higiênico

Panos (limpeza, louça, mesa)

 

*Artesanais

Cola

Tesoura

Tinta

Pincel

Barbante

Faixa de tecido

Escada grande

Fita adesiva (qualquer tipo)

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.