VIOLÊNCIA CONTRA A DEMOCRACIA: SINTRAJUFE/RS REPUDIA AGRESSÃO A DIRETOR POR COLEGA DA OPOSIÇÃO


01.Fevereiro.2018 - 19h10min

A direção do Sintrajufe/RS vem a público repudiar o lamentável e intolerável episódio de agressão sofrida por um dirigente da entidade na assembleia geral realizada ontem, 31/01, na sede do sindicato. O diretor do Sintrajufe/RS Rafael Scherer foi agredido fisicamente pelo servidor Orildo Longhi, da “Oposição Democracia e Luta/CUT”, quando tentava filmar, com seu celular, os xingamentos de outro colega da oposição à diretora de base da JT de Porto Alegre, Gládis Marques, chamada de “mau caráter”, “golpista” e “mentirosa” ao reclamar que seu voto, contrário à moção apresentada pela oposição, não fora contabilizado. O incidente foi todo documentado em vídeo e, tão logo encerrada a assembleia, Rafael Scherer foi à delegacia e registrou Boletim de Ocorrência, representando criminalmente contra Orildo Longhi.

É natural e, inclusive, positivo que existam divergências, sobretudo em uma categoria tão numerosa e plural como a nossa. Em uma democracia, especialmente no movimento sindical, as diferenças de opinião devem ser tratadas com tranquilidade e debatidas coletivamente, buscando a síntese e, no que for possível, a unidade. Na contramão disso, contudo, em nenhuma hipótese podemos aceitar que a violência e a intimidação sejam usados como método, como visto ontem. É oportuno e importante salientar, aliás, que a assembleia geral passada, realizada no dia 28 de novembro, foi marcada por agressões e ofensas pessoais de outro colega da oposição a diretores do sindicato, fato igualmente documentado em vídeo, procedimento adotado pela direção do sindicato deste 2013 justamente como forma de dar transparência ao debate realizado em suas instâncias. Resta nítido, portanto, que o triste incidente de ontem não se trata de fato isolado, mas de uma conduta reiterada e que, de forma crescente, tem disseminado desrespeito e intolerância que prejudicam qualquer ambiente democrático e, justamente por isso, merece ser denunciada e repudiada.

A gravidade do fato tratado na nota não reside na agressão a um dirigente exclusivamente, mesmo porque, felizmente, a intervenção de outros colegas evitou qualquer dano físico significativo; quando um servidor agride um colega que dele discorda em uma instância sindical, estamos diante de uma violência contra toda a categoria e contra a democracia em suas instâncias, algo inédito na história de quase 20 anos do Sintrajufe/RS e com o que não podemos compactuar. A política com truculência é típica de burocracias sindicais criminosas, mas não fez, não faz e, no que depender da atual direção do Sintrajufe/RS, jamais fará parte da cultura democrática de nossa entidade.

Por fim, o Sintrajufe/RS convoca toda a categoria a seguir participando e ocupando os espaços do sindicato, seu patrimônio e legítimo representante, a fim de seguir construindo, com democracia, as lutas em defesa dos interesses dos trabalhadores do Poder Judiciário Federal no RS. Em uma conjuntura tão difícil, com ataques tão duros contra nossa classe desferidos por um governo corrupto e sua quadrilha nos demais Poderes, precisamos da máxima unidade para seguir resistindo, mas ela só será possível com respeito. Não há espaço em nossas fileiras para quem faz política com violência, desrespeito e qualquer tipo de intimidação. Esse tipo de problema será tratado junto às autoridades competentes. A nós, cabe dar andamento às principais e urgentes pautas da categoria, tarefa de todos que tenham disposição de lutar e caminhar juntos.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.