Sintrajufe/RS envia mensagem à Globo, requerendo direito de reposta no Jornal Nacional sobre notícia veiculada em 5/12/2017


06.Dezembro.2017 - 20h20min

O Sintrajufe/RS encaminhou mensagem a Ali Kamel, diretor; William Bonner, editor-chefe; e à produção do Jornal Nacional requerendo direito de resposta sobre notícia divulgada na noite dessa terça-feira, 5, com informações incompletas e inverídicas sobre o funcionalismo. O sindicato argumenta que a matéria veiculada “criou cenário que fortemente atribui a responsabilidade das mazelas vividas políticas e sociais por todos os brasileiros ao conjunto dos servidores públicos federais”. Por isso, requer direito de resposta no Jornal Nacional, no mesmo tempo de duração da reportagem (seis minutos) e que o não atendimento acarretará o ingresso de ação judicial.

Na mensagem, o sindicato aponta vários problemas maneira como a notícia foi produzida e apresentada, como a fonte única, o Banco Mundial, que atua historicamente contra os interesses das populações de países em desenvolvimento; média salarial do Judicário sem distinguir servidores e magistrados; referência a “advogados” do Judiciário que ganhariam salário inicial de R$ 30 mil, sendo que não existe esse cargo no quadro de servidores; falta de equilíbrio para apresentação de contraponto à posição do Banco Mundial.

A mensagem conclui que a reportagem “fere diversos preceitos constitucionais de liberdade de expressão e o direito fundamental à informação” e divulga “informações incompletas, e, por vezes, falsas, que afirmam que a continuidade do pagamento de salários dos trabalhadores e o equilíbrio econômico do país dependem de diversas reformas institucionais, entre as quais, a reforma da Previdência em trâmite no Congresso Nacional”.

Além do pedido de resposta, o Sintrajufe/RS divulgou nota de repúdio contra a notícia divulgada no Jornal Nacional.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.