Plenária da Fenajufe: painel sobre saúde do trabalhador destaca Pesquisa de Saúde do Sintrajufe/RS


11.Novembro.2017 - 17h38min

O segundo painel da manhã deste sábado, 11, na Plenária da Fenajufe, discutiu questões relacionadas à saúde do trabalhador, com especial atenção para o problema do assédio moral. O médico e integrante da assessoria de saúde do Sintrajufe/RS Fernando Feijó foi um dos painelistas, sendo acompanhado por Bruno Chapadeiro, psicólogo, mestre em Ciências Sociais e doutor em Educação.

A apresentação de Fernando Feijó teve como base a Pesquisa de Saúde realizada pelo Sintrajufe/RS junto à categoria no Rio Grande do Sul. Antes, porém, como elemento que deveria permear o olhar dos presentes sobre os dados que seriam apresentados, o médico destacou que o assédio moral não é apenas um problema dos indivíduos envolvidos diretamente nos casos específicos – assediadores e assediados –, mas está, na verdade, relacionado a questões mais amplas do mundo do trabalho. Com essa introdução necessária, Feijó apresentou dados da Pesquisa, com especial atenção à situação do assédio moral, tema da mesa. Sublinhou a importância do contexto de trabalho para a compreensão das situações de assédio, reunindo elementos relacionados às condições de trabalho, relações socioprofissionais e organização do trabalho.

O médico explicou que a pesquisa avalia atos sugestivos de assédio moral, e que os índices observados na categoria no Rio Grande do Sul são alarmantes: 82,7% dos servidores sofrem atos negativos sugestivos de assédio moral. Em relação a isso, foi encontrada alta vinculação entre o assédio moral e o contexto de trabalho: a organização do trabalho grave aumenta em 4,85 vezes as chances de ocorrer assédio moral (frequente); em relações socioprofissionais graves, há 6,53% vezes mais chances de ocorrer assédio moral; e o assédio moral também tem o dobro de chances de se desenvolver em caso de condições de trabalho críticas ou graves. Como apontou Feijó, isso mostra que o assédio moral não se trata apenas de questões pessoais, mas estruturais.

A Pesquisa também identificou que o elevado índice de assédio moral na categoria está levando a forte piora na situação da saúde dos servidores: 27,2%, por exemplo, apresentam transtorno mental comum. Foi identificada, também, forte correlação entre assédio moral e adoecimento mental.

Para Feijó, pode-se entender que a crescente exigência de metas e produtividade está levando ao aumento do assédio moral. Por isso, cresce a importância do acolhimento por parte dos sindicatos, mas também do enfrentamento de questões mais amplas relativas à organização do trabalho nos tribunais. Nesse sentido, citou as “10 medidas contra o adoecimento e o assédio moral à administração”, que o Sintrajufe/RS vem encaminhando e debatendo com as administrações.

Após a explanação de Fernando Feijó, foi aberto espaço para falas dos presentes. Os diretores do Sintrajufe/RS Cristiano Moreira e Rafael Scherer utilizaram o espaço para ampliar a discussão sobre a Pesquisa de Saúde realizada pelo sindicato. Para Cristiano, os dados são extremamente preocupantes. Ele destacou o alto percentual de ideação suicida identificado (3,1%) que aumenta em dez vezes nos colegas que sofrem assédio moral constantemente. O assédio, afirmou Cristiano, é um problema sistêmico da categoria, relacionado diretamente à organização do trabalho. Por isso, explicou, o Sintrajufe/RS está apresentando as “10 medidas de combate ao adoecimento e ao assédio moral na categoria”, buscando que sejam buscadas em âmbito nacional através dos sindicatos e da Fenajufe.

Já Rafael iniciou sua fala avaliando que o assédio moral vem sendo utilizado como instrumento de gestão em vários locais, e que isso não pode ser aceito: “O assédio moral mata, e temos que combater isso com a devida responsabilidade”, defendeu, antes de citar algumas das “10 medidas” e reforçar a necessidade de buscá-las nacionalmente para enfrentar esses problemas que afetam de forma grave o conjunto da categoria.

Veja AQUI o resumo dos resultados da Pesquisa de Saúde.

Texto e fotos: Alexandre Haubrich / Sintrajufe/RS.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.