Ampliada da Fenajufe chama mobilização emergencial contra a reforma trabalhista


10.Julho.2017 - min

Em um esforço emergencial para ampliar a mobilização contra a reforma trabalhista, os servidores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União devem promover três dias de atividades como assembleias, atos e mesmo paralisações nos estados no período de 10 a 12 de junho. A proposta saiu da reunião ampliada da direção da Fenajufe, realizada no sábado, 8, em Brasília. 

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), agendou a votação da proposta para terça-feira, 11. É nessa data que devem ocorrer as principais manifestações tanto do Judiciário Federal e MPU quanto de outros setores. Estratégias como uma campanha nacional na mídia em defesa do PJU, com o mote " Justiça é direito do povo e dever do Estado" e delegações em Brasília para pressionar o Senado contra a proposta de Reforma Trabalhista nos dias 10, 11 e 12 de julho, estão entre as medidas deliberadas.

Outro ponto aprovado também diz respeito a uma campanha nacional na mídia para esclarecer a população sobre os danos do rezoneamento na Justiça Eleitoral e as reformas propostas pelo governo, em trâmite na Câmara dos Deputados e no Senado.

O calendário de lutas indica também atos nos estados, bem como o 16 de agosto orientado aos sindicatos para debater a viabilidade de realização de um dia nacional de paralisação da Justiça Eleitoral. Novo encontro dos servidores da pasta é estudado para 19 ou 20 de agosto.

O calendário ficou assim definido:

- Seguir o calendário do Fonasefe e centrais;

- 10, 11 e 12 de julho - atos nos estados e delegações a Brasília contra a Reforma Trabalhista;

- 14 de agosto - Dia Nacional de Paralisação na Justiça Eleitoral; 

- 19 ou 20 de agosto - Encontro da Justiça Eleitoral.

Em Porto Alegre, ato acontece nessa terça, 11, às 13h, nas varas trabalhistas

Em alguns estados, como São Paulo e Rio Grande do Sul, os sindicatos da categoria já convocaram atividades para o dia. Em outros, há uma articulação mais ampla de organizações dos movimentos sindical e social preparando os protestos. É o caso do Rio de Janeiro, onde uma plenária de mobilização aberta propôs ato público unificado para o fim da tarde, em frente à Assembleia Legislativa, na capital fluminense.   Em Porto Alegre, RS, a manifestação convocada pelo Sintrajufe/RS será em frente ao prédio das varas trabalhistas, a partir das 13 horas. Participam da organização, além do sindicato, a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da IV Região (Amatra IV) e a Associação Gaúcha dos Advogados Trabalhistas (Agetra).   "Fora Temer e Todos os Corruptos"   A resolução aprovada pela reunião ampliada referente às mobilizações emergenciais contra a reforma trabalhista, proposta por servidores que integram o coletivo LutaFenajufe, reafirma ainda a campanha "Fora Temer e Todos os Corruptos", posição política já aprovada anteriormente pela categoria.

Com LutaFenajufe, por Hélcio Duarte; e Fenajufe.

    Veja também

    Últimas Notícias

    Clique aqui e cadastre-se para receber nossos INFORMATIVOS

    cadastre-se

    Faça seu Login

    Recuperar Senha / Primeiro acesso

    O e-mail foi enviado com sucesso.

    Ocorreu um erro no envio.